A arte do Systema

Treino de Systema
Créditos Imagem
Licença: 
CC Attribution-NonCommercial 2.0

O Systema é uma arte marcial russa que tem vindo a conquistar o seu espaço no panorama marcial internacional. Ela destaca-se das demais por garantir uma maior liberdade de movimentos aos seus praticantes e por obrigá-los a pensar com o corpo. Saiba o que é arte do Systema e conheça um pouco mais a sua história, filosofia e objetivos principais.

O que é o Systema

O Systema é uma arte marcial de origem russa que começou a ganhar visibilidade mundial com o fim do comunismo. Trata-se de uma disciplina que ensina os seus praticantes a defenderem-se da violência urbana que hoje está presente em qualquer parte do mundo, através de técnicas marciais versáteis, práticas e instintivas. À semelhança do Krav Maga e do Vale Tudo, o Systema visa neutralizar um adversário, solucionando dessa forma um eventual conflito. É de realçar que os praticantes desta arte marcial só evoluem quando melhoram a sua autoconsciência e para o conseguirem é fundamental dominarem as técnicas de respiração e de relaxamento. O Systema também defende o princípio da segurança individual e coletiva, acreditando que a sua prática conduz a uma melhoria da saúde e das condições de vida.

A história do Systema

O Systema é uma arte marcial que nasceu na Rússia, no século X. Ao longo da sua história, o país teve de lutar contra invasores que surgiram de todas as direções e todos eles trouxeram os seus métodos de combate e de armamento distintos. As batalhas decorriam em terrenos acidentados durante os meses frios de inverno e debaixo de altas temperaturas na estação do verão. Como consequência destes fatores, os russos adquiriram um estilo guerreiro que combinava o espírito forte com táticas extremamente inovadoras e eficazes – isto é o Systema. O seu estilo era natural e livre e não existia nenhuma regra à exceção da moral que regulasse a sua ação.

O Systema no comunismo

No ano de 1917, os comunistas tomaram o poder na Rússia e suprimiram todas as tradições nacionais. Todos os que praticavam as artes marciais antigas foram severamente punidos. Contudo, as autoridades russas perceberam rapidamente o potencial da arte marcial Systema e reclamaram-na como sua, para a formação de unidades de elite do Spetsnaz.

Depois do colapso do sistema soviético, surgiram muitos outros estilos de luta, como o Sambo, o Slaviano-Goretskaya Borba wrestling, muito parecidos com a luta livre e com o wrestling, mas, um dos que mais se evidenciou foi, sem dúvida, o Systema, que é totalmente voltado para o estudo do combate.

Qual a filosofia do Systema

O Systema apresenta um conjunto completo de conceitos e componentes de treino que melhoram a vida de um praticante. Nesta disciplina, a procura e a aquisição de habilidades e truques marciais é uma maneira de melhorar o sistema fisiológico e o aspeto psicológico e espiritual do ser humano.

Os seus princípios mais importantes passam pela não destruição, pelo fortalecimento do corpo e da mente e pela proteção da família e do país. Esta arte marcial dá a conhecer que cada praticante precisa de conhecer as suas próprias forças e fraquezas, mas também necessita de obter aquela força de espírito que mostra quais são os verdadeiros propósitos da vida.

As raízes do Systema estão ligadas à fé do Cristianismo Ortodoxo Russo, que acredita que tudo o que acontece na vida, surge por uma razão e esta cria as melhores condições para que uma pessoa se conheça a si próprio. Neste sentido, uma das frases de Mikhail Ryabko (Coronel militar russo e instrutor certificado) para os seus alunos é: “seja uma boa pessoa e tudo o mais virá a você” e o Systema ajuda a escolher e a seguir esse caminho.

Como se luta

No Systema não há competições, nem faixas e a única distinção que se faz é para com os instrutores certificados. O treino é realizado em pé ou no solo e inclui armas (facas, armas de fogo, bastões, correntes, entre outros) e objetos comuns, como cadeiras, mesas e bancos. Nesta arte marcial, não existe a preocupação de memorizar técnicas, pois o seu objetivo principal passa por “ensinar o corpo a pensar” e obrigar os seus praticantes a desenvolverem uma série de movimentos naturais que lhes permitam libertar-se de qualquer situação real de perigo.

Por outro lado, esta disciplina obriga a que os seus praticantes estejam relaxados numa posição de combate, sendo este um dos objetivos mais importantes e mais difíceis a ser alcançado. As técnicas são um subproduto do movimento, o que faz com que elas raramente sejam aplicadas de forma consciente, de modo a serem novamente repetidas.

É também de realçar que um dos objetivos do Systema passa por desenvolver uma paz de espírito interior para que os seus praticantes possam estar em contacto com eles próprios na realização das tarefas mais básicas do quotidiano.

A sua votação: