A arte do Tai Chi Chuan

Tai Chi Chuan
Créditos Imagem
Licença: 
CC Attribution-NonCommercial 2.0

O Tai Chi Chuan é uma arte marcial chinesa e ao mesmo tempo um caminho filosófico. Sendo uma arte de autodefesa elaborada e hábil é no entanto uma prática natural simples. A seguir vamos ficar a saber mais sobre o Tai Chi Chuan, o que é, para que serve, e como se pratica, entre outras curiosidades interessantes:

O que é o Tai Chi Chuan?

Chamada pelos mestres antigos como “chuan”, ou “graciosa”, a arte do Tai Chi Chuan (Taijiquan) é única no mundo e faz parte integrante da milenar cultura chinesa.

É uma arte marcial de orientação taoista composta por vários exercícios antiquíssimos baseados nas técnicas de respiração e concentração. Constituído por um conjunto de exercícios físicos graciosos e suaves, o Tai Chi Chuan combina o Yin (Terra, Lua, Feminino, Negativo) com o Yang (Céu, Sol, Masculino, Positivo).

Para que serve o Tai Chi Chuan?

O Tai Chi Chuan serve para ajudar as pessoas a serem mais saudáveis do ponto de vista físico e mental desenvolvendo a concentração mental e tranquilidade. Esta filosofia de vida proporciona um nível de relaxe capaz de ultrapassar dificuldades de toda a ordem de um modo verdadeiramente espantoso.

Através da prática desta arte marcial chinesa as pessoas adquirem maior perceção corporal, flexibilidade, vencem a rigidez muscular e adotam uma conduta de calma face a situações complicadas e stressantes do dia-a-dia.

Outro dos benefícios da prática do Tai Chi Chuan é a enorme perda de calorias que proporciona. Apenas uma hora de Tai Chi Chuan queima mais calorias de que surfar durante o mesmo período de tempo, e quase tantas como esquiar. Mesmo sem ser necessário despender muito esforço físico, ao contrário de outras modalidades desportivas do mundo ocidental, o Tai Chi Chuan garante a perda de peso e proporciona um corpo mais esbelto e saudável.

Quem o pode praticar?

Devido à simplicidade e ao pouco esforço físico que exige, o Tai Chi Chuan pode ser praticado por qualquer pessoa, não importando o sexo, a força, nem a idade do praticante.

Muitos dos praticantes mais fervorosos de Tai Chi Chuan são pessoas na terceira idade que encontram nestes exercícios uma forma acessível de se manterem exercitados. Também os jovens são adeptos do Tai Chi Chuan que apesar dos movimentos lentos é pleno de vigor e de boas energias.

No entanto é sempre boa estratégia procurar certificar-se de que se encontra em forma para praticar o Tai Chi Chuan, ou qualquer outra modalidade que implique exercícios físicos.

Se você estiver grávida, se tiver fraturas nos ossos, problemas nas juntas ou na espinha dorsal, ou ainda se sofrer de coração deve informar-se junto ao seu médico assistente sobre a viabilidade de poder vir a praticar Tai Chi Chuan.

Não se esqueça de que pode escolher um estilo de Tai Chi Chuan mais suave, onde seja pedido menor esforço da sua parte, se assim entender necessário.

Regras principais

São quatro as regras mais importantes do Tai Chi Chuan e que convém memorizar para colocar em prática durante a aprendizagem: Vazio, Quietude, Mergulho e Moleza.

  • Vazio é o termo utilizado para indicar que é absolutamente necessário esvaziar a mente de pensamentos durante os exercícios.
  • Quietude é o silêncio ou calma absolutos que são imprescindíveis para poder realizar os exercícios de forma eficaz e para manter o espírito tranquilo.
  • Mergulho é a concentração requerida durante o exercício de manutenção de força na mente.
  • Moleza designa o estado de brandura que o corpo deve adotar de maneira a que os músculos sejam facilmente livres de tensão.

Ao seguir escrupulosamente as 4 regras mencionadas os praticantes de Tai Chi Chuan alcançam um repouso sereno e um temperamento estável, características que são capazes de potenciar o otimismo e a tranquilidade de espírito.

Técnicas empregues

Existem quatro diferentes grupos de técnicas que se empregam no Tai Chi Chuan e que visam rentabilizar ao máximo a prática de todos os exercícios: Aprender a dominar a respiração, aprender a dominar os movimentos, ser capaz de encontrar as aulas certas e por último tornar-se num autêntico profissional.

1. Respiração

A forma como se respira é fundamental no Tai Chi Chuan. À semelhança do Jujutsu, é através da respiração que se trabalham todos os músculos do corpo e que se atinge o estado de concentração mental. Respirar pausada e profundamente mantendo a noção do ar a entrar e a sair de todo o corpo vai colocar a pessoa em estado ideal para prosseguir com os restantes exercícios.

2. Dominar os movimentos

Os movimentos no Tai Chi Chuan são leves e graciosos e precisam de um domínio perfeito. Para alcançar tal perfeição é preciso concentrar-se em todas as partes do corpo, uma parte de cada vez até ter a noção do corpo por inteiro.

O truque é pensar em cada detalhe do seu corpo e sentir a concentração tomar conta da sua mente. Imaginar-se como tendo raízes que nascem na ponta dos pés e se ramificam por todo o corpo ajuda a manter o foco e o equilíbrio.

Mover os braços como galhos ao vento, em movimentos mais ou menos expansivos, sem medo nem hesitações traz a sensação de enraizamento tão fundamental no Tai Chi Chuan.

Mas é bom que o praticante de Tai Chi Chuan não se convença de que esta prática se limita a mover os braços livremente. É fulcral não esquecer que se trata de uma milenar arte marcial, e que o propósito de cada movimento era a defesa. 

3. Encontrar as aulas certas

Antes de mais é preciso que cada praticante decida qual o ramo do Tai Chi Chuan que deseja desenvolver: saúde ou artes marciais?

O Tai Chi Chuan pode ser ensinado de formas diferentes consoante os objetivos de cada praticante. Esclareça as metas que pretende atingir com esta prática e depois procure o professor mais certo para si.

Se lhe for possível tente aprender o maior número possível de técnicas do Tai Chi Chuan, independentemente do que desejar alcançar por intermédio destes exercícios.

Existem mais de 100 movimentos que você poderá explorar e a concentração espiritual, bem como o domínio mental estão sempre assegurados qualquer que seja a vertente do Tai Chi Chuan que você escolher.

4. Tornar-se num profissional

A técnica de se tornar profissional no Tai Chi Chuan não se desenvolve de um dia para o outro. A partir das 12 semanas os resultados positivos começam a suceder-se continuamente, mas até lá você terá que ter paciência e acima de tudo muito empenho.

São precisas pelo menos 12 semanas para que se notem visivelmente os benefícios da prática do Tai Chi Chuan. Quanto mais tempo você praticar o Tai Chi Chuan melhores serão os resultados obtidos e mais hábil você ficará.

Algumas pessoas muito experimentadas nesta prática conseguem realizar exercícios mesmo no seu local de trabalho, como forma de se acalmarem e combaterem situações de grande stress.

Como reconhecer um bom professor de Tai Chi Chuan?

Os professores de Tai Chi Chuan não possuem diplomas nem habilitações escritas que possam mostrar, por isso o melhor meio de identificar um bom mestre nesta arte é seguindo a sua intuição.

Você sente confiança no seu professor?

Sente que ele lhe explica os exercícios de forma percetível e lógica?

O seu professor satisfaz-lhe as dúvidas e apoia-o nas dificuldades inerentes aos exercícios?

O seu professor é modesto, não exige tratamento de “mestre”, admite que ainda está a aprender e não se considera o melhor professor do mundo?

Se sim, então deixe-se estar e aproveite ao máximo o seu professor.

Algumas curiosidades sobre o Tai Chi Chuan

  • Nunca afirme que o Tai Chi Chuan é um simples exercício chinês. Dessa forma ofenderá os amantes desta arte e será visto como ignorante. Lembre-se de que se trata de uma arte marcial usada originalmente para combate.
  • Não use saltos altos nem sapatos de sola grossa quando praticar Yai Chi Chuan pois terá dificuldades acrescidas em se conectar com o solo.
  • 90 % dos praticantes de Tai Chi Chuan beneficiaram de melhorias significativas no seu desempenho profissional e no seu estado de concentração e atenção.
  • O documento mais antigo aonde surge menção ao Tai Chi Chuan data de 907 a 923 d.C. e foi escrito por Cheng Ling Xi, na Dinastia Liang.
  • O Tai Chi Chuan foi eleito como a atividade física ideal para idosos, segundo uma lista da Harvard Medical School.
  • Evite tomar banhos frios, beber água gelada ou até sentar-se depois de uma aula de Tai Chi Chuan. No fim de cada aula permaneça de pé durante alguns minutos para que os efeitos dos exercícios se interiorizem plenamente.

O Tai Chi Chuan é uma prática saudável, acessível, que não requer grande equipamento especializado e que pode ser realizado em quase todos os lugares. O Tai Chi Chuan tem vindo aos poucos a conquistar o lugar que merece no panorama das artes marciais e das filosofias de vida.

A sua votação: