Como Bruce Lee cuidava do corpo para o Jeet Kune Do

Bruce Lee
Créditos Imagem
Licença: 
CC Attribution 2.0

Bruce Lee ficou conhecido como um dos maiores lutadores de sempre de artes marciais e isso deveu-se à sua paixão, entrega e ao estabelecimento de regras que ele criou para si próprio. Saiba como Bruce Lee cuidava do corpo para o Jeet Kune Do e conheça os segredos que se escondiam por detrás da sua força e determinação.

O que é o Jeet Kune Do

O Jeet Kune Do é uma doutrina marcial que foi desenvolvida pelo mestre e ator Bruce Lee. Foi criada em meados dos anos 60 e dá a conhecer uma filosofia de combate exclusiva que, à semelhança de outras artes márcias como o Vale Tudo e o Krav Maga, agrega em si vários estilos e técnicas marciais. O objetivo principal do Jeet Kune Do passa por demonstrar que a ação do homem não tem limites, uma vez que um atleta está em constante evolução, ultrapassando os seus limites e barreiras pessoais. Esta foi a filosofia seguida por Bruce Lee e todas as ações da sua vida foram pautadas de acordo com estes princípios.

A aptidão física de Bruce Lee

Para Bruce Lee, um lutador deve ser capaz de adaptar o seu estilo de luta ao corpo e não o corpo ao estilo e, como tal, é fundamental que cada praticante tenha uma aptidão e um vigor físico extraordinários.

Depois do combate realizado com Jack Wong Man, em 1965, Lee mudou a sua estratégia em relação aos treinos de artes marciais, com o intuito de ficar o mais forte possível. Lee sentiu que muitos atletas do seu tempo que praticavam artes marciais não davam muita atenção à vertente física e esta nunca devia ser descurada. Nesse sentido, o mestre do Jeet Kune Do introduziu novos elementos para que um combate fosse mais eficaz – força e resistência musculares, resistência cardiovascular e flexibilidade. Contudo, Lee teve o cuidado de advertir que o sucesso de um treino físico estava sempre dependente de uma boa preparação mental e espiritual, caso contrário o treino não surtiria qualquer tipo de efeito.

No livro “Tao of Jeet Kune Do”, Lee afirmou que o treino era uma das fases mais negligenciadas na prática das artes marciais, uma vez que se treinava em demasia a vertente técnica em detrimento de uma participação mais ativa do indivíduo. O Jeet Kune Do não é mais do que a conjugação de técnicas simples com muito poderio físico e uma enorme espiritualidade à mistura.

A importância do sistema de treinos de Bruce Lee

Bruce Lee procurou introduzir um sistema específico de treinos para trabalhar o seu corpo da melhor maneira para a prática do Jeet Kune Do. Dos exercícios físicos que eram praticados, Lee procurou reforçar a força muscular das seguintes áreas do seu corpo:

Os braços: Lee efetuava vários exercícios distintos, como agachamentos, flexões, ondas de concentração, de pulso e de reversão, entre outros. Na altura, ele repetia sucessivamente estes exercícios, o que lhe permitiu ganhar uma massa muscular braçal considerável. A filosofia de Lee e os seus ensinamentos principais cultivavam a ideia que um músculo mais forte é um músculo maior e isso está na base do sucesso da sua disciplina como arte marcial.

As pernas: Lee empregou vários métodos e rotinas diferentes nos seus treinos, incluindo o saltar à corda para maximizar as suas capacidades físicas e levar o corpo humano a ultrapassar os seus próprios limites.

Os abdominais: Lee considerava que os músculos abdominais tinham uma enorme importância no desempenho de um praticante de artes marciais, uma vez que qualquer tipo de movimento ou técnica necessitava de algum tipo de esforço e trabalho abdominal. O mestre do Jeet Kune Do era assim um discípulo incondicional do trabalho abdominal e, como tal, estava sempre a contrair e a trabalhar os músculos do seu estômago e fazia-o nas tarefas mais básicas do dia-a-dia.

O seu trabalho abdominal incluía:

  • Torção de Cintura: quatro séries de 90 repetições;
  • Sentar para cima com torções: quatro séries de 20 repetições;
  • Elevações de perna: quatro séries de 20 repetições;
  • Torções inclinadas: quatro séries de 50 repetições;
  • Pontapés em posição de rã: quatro séries de 50 repetições.

Qual o programa de treinos utilizado por Bruce Lee

Lee tinha um programa de treinos muito rigoroso e os seus dias eram preenchidos com a realização de vários exercícios físicos distintos, principalmente na parte da manhã. Das 7 às 9 da manhã trabalhava os abdominais, a flexibilidade de movimentos e a corrida. Posteriormente, das 11 às 12 horas fazia musculação e ciclismo. No final da manhã, Lee terminava o seu treino matinal com a realização de aproximadamente 800 saltos à corda. É de realçar que Lee também fazia exercícios para endurecer os seus punhos e era frequente encontrá-lo a dar murros em pedras ou areia grossa que estavam dentro de um balde. Bruce Lee acreditava que a mente humana conseguia subjugar tudo, inclusive a dor real.

Quais os principais cuidados que Bruce Lee tinha com a alimentação

Segundo Linda Lee Cadwell, a esposa de Bruce Lee, assim que o mestre do Jeet Kune Do chegou aos Estados Unidos da América (EUA) ele começou a levar a nutrição muito a sério e desenvolveu um interesse especial por uma alimentação saudável. Lee considerava que para ter um corpo de alta performance, todos os desportistas tinham a necessidade de ter uma boa alimentação.

A dieta que seguiu era à base de vegetais e de frutas, evitando assados e farinhas refinadas, pois considerava que estas não acrescentavam nada ao seu corpo, apenas calorias desnecessárias.

Lee também ficou conhecido por preparar as suas próprias bebidas e por ser um defensor dos suplementos vitamínicos, uma vez que estes ofereciam uma maior concentração de vitamina C, E, pólen de abelha, óleo de germe de trigo, acerola, entre outros.

O número de refeições que eram realizadas num dia

De acordo com Lee, o tamanho das porções e o número de refeições que são realizadas ao longo de um dia são também muito importantes para que um praticante de artes marciais desenvolva uma alimentação saudável. Ele tinha o hábito de realizar 4 ou 5 lanches pequenos por dia em vez de duas grandes refeições e assim estimulava o seu metabolismo ao comer frutas e vegetais. A cintura de Lee oscilava entre os 66 e os 71 centímetros de largura e isso era reflexo da sua alimentação cuidada.

A importância do ginseng na alimentação

Bruce Lee também tinha o hábito de ingerir bebidas à base de ginseng e estas são conhecidas por terem vitaminas do complexo B, incluindo uma alta concentração de vitamina B5 e B6, acetilcolina, hormonas e cerca de 18 aminoácidos que permitem uma rápida absorção de energia. De acordo com a medicina tradicional chinesa, o ginseng é também muito utilizado para melhorar a circulação e distribuição sanguínea e é uma das bebidas mais indicadas para recuperar mais rapidamente da exaustão.

A sua votação: