Os melhores filmes de Bruce Lee

Personalidade mítica no mundo das artes marciais, Bruce Lee nasceu em 1940 e faleceu em 1973. Foi instrutor de artes marciais, filósofo, ator, guionista, realizador e produtor cinematográfico. Lee é ainda hoje considerado o lutador de artes marciais mais influente do mundo e um ícone cultural. Isto deve-se principalmente às suas produções em Hollywood e Hong Kong, que suscitaram um maior interesse nas artes marciais chinesas, por parte do mundo ocidental, sobretudo na década de 1970. Para a crítica e para os fãs de Bruce Lee, estes são os seus melhores filmes…

1. Marlowe

“Marlowe” estreou em 1969 e é baseado no livro “The Little Sister”, de Raymond Chandler, e foi realizado por Paul Bogart. Nesta aventura, o detetive particular Philip Marlowe coordena uma investigação onde não faltam mulheres fatais, polícias incompetentes e gangsters apaixonados, como de resto é sua característica. Tal como também já é habitual na sua carreira, antes de resolver o caso, o detetive é ameaçado, agredido, drogado e vê o seu escritório ser destruído pelos golpes de Winslow Wong (Bruce Lee). Neste filme, Bruce Lee tem um papel secundário, mas a sua participação destaca-se numa cena onde mostra as suas técnicas de Jeet Kune Do, um movimento de artes marciais criado por si.

2. O Implacável (Fists of Fury)

Um filme de 1971 em que Cheng (Bruce Lee) é natural da cidade chinesa de Guangdong e mudou-se para a Tailândia para viver com o seu tio. Cheng trabalha com os seus primos numa fábrica de gelo que, na realidade e sem eles saberem, serve de fachada para um grupo de contrabando de drogas liderado por The Big Boss (Hsiao Mi). Além de protagonizar “O Implacável”, Bruce Lee também assina o argumento, juntamente com o realizador Lo Wei. Este foi o primeiro grande filme de Bruce Lee, tornando-o numa estrela de enorme sucesso em toda a Ásia.

3. A Fúria do Dragão (Fist of Fury)

Embora rodado em 1972, a ação de ‘A Fúria do Dragão’ decorre no início do século XX e gira em torno de Chen Zhen (Bruce Lee), um estudante de artes marciais que regressa à escola de Jingwu para casar com a sua noiva Yuan Le-erh (Nora Miao). No entanto, é recebido com a trágica notícia da morte do seu professor Huo Yuanjia. Ao longo do filme, Chen Zhen luta para fazer justiça pela morte do seu mestre e por defender a honra dos chineses. Distinguido em 1972 com o prémio de Melhor Filme Mandarim nos Golden Horse Awards, “A Fúria do Dragão” foi realizado por Lo Wei e é o segundo maior êxito de Bruce Lee, depois de “O Implacável”.

4. O Voo do Dragão (The Way of the Dragon)

Tang Lung (Bruce Lee) viaja de Hong Kong até Roma, para ajudar a sua amiga Chen Ching Hua (Nora Miao). Ela e a sua família estão a ser vítimas de ameaças e intimidações por parte da máfia local, que quer ficar com o restaurante que possuem. Tang é posto à prova várias vezes pelos criminosos italianos, que chegam a contratar assassinos estrangeiros para matá-lo, entre eles o americano Colt (Chuck Norris), campeão mundial de karaté. Este filme de 1972 inclui lutas de artes marciais memoráveis e cenas cómicas, algumas das quais relacionadas com as dificuldades do protagonista chinês em entender a língua italiana. “O Voo do Dragão” marca a estreia de Bruce Lee como realizador. Neste filme, Lee assume ainda as funções de argumentista e produtor.

5. O Dragão Ataca (Enter the Dragon)

Realizado por Robert Clouse, o enredo de “O Dragão Ataca” centra-se em Lee (Bruce Lee), um lutador de Shaolin, recrutado para investigar uma competição de artes marciais organizada numa ilha pelo misterioso Han (Kieh Shih). Lee fica a saber, através do seu professor, que Han também foi um estudante de Shaolin, tendo sido expulso por desrespeitar o código de conduta. Muitos fãs de Bruce Lee elegem “O Dragão Ataca” como o melhor trabalho do ator. O filme também foi muito bem recebido pela crítica, sendo apontado como um dos melhores de 1973. Em 2008, esta foi considerada pela revista Empire como uma das 500 melhores obras cinematográficas de todos os tempos.

6. Qi li zhang (Fist of Unicorn)

Lung (Unicorn Chan) é um sem-abrigo, lutador de artes marciais, que anda à procura do assassino dos seus pais e que acaba por travar amizade com um menino e a sua mãe. Lung acaba por salvá-los de um poderoso homem local, Wong, que negoceia armas e ópio com os japoneses. Em “Qi li zhang”, um filme de 1973, Bruce Lee desempenha um papel pequeno como ator, mas foi ele quem coordenou as cenas de luta deste filme, que reúne outros grandes nomes do cinema de kung-fu da época: Hwang In Shik, Gee Han Jay, Alan Hsu, Mars, Meng Hoi e Kurata.

7. O Filho do Dragão (The Green Hornet)

Britt Reid (Van Williams), um jovem e ousado editor do jornal “The Daily Sentinel”, luta contra o crime sob o disfarce de “The Green Hornet”. Enquanto a polícia e a comunidade local julgam que Hornet é um criminoso cruel, o procurador do ministério público descobre a sua identidade secreta e acaba por apoiá-lo. Reid conta também com a ajuda da sua secretária, Lenore Case (Wende Wagner), e do seu fiel criado, Kato (Bruce Lee), um especialista em kung-fu que conduz “Black Beauty”, o elegante e artilhado carro de Hornet. Com a realização a cargo de William Beaudine e Norman Foster, “O Filho do Dragão” foi um dos dois filmes de 90 minutos lançados após 1973, ano da morte prematura de Bruce Lee. Esta produção inclui muitas cenas de luta espetaculares e aproveita a popularidade que a dupla de combate ao crime Hornet e Kato teve na década de 1960, na série televisiva “The Green Hornet”.

8. Jogo da Morte (Game of Death)

Em “Jogo da Morte”, Bruce Lee interpreta Billy Lo, um jovem lutador de kung-fu com a carreira em plena ascensão e que desperta a cobiça de uma organização criminosa. Billy Lo não aceita entrar para essa organização, acabando por se tornar alvo de uma série de atentados. Para se vingar, Billy infiltra-se na organização, depois de simular a sua própria morte, na sequência de uma tentativa falhada de assassinato. Realizado por Robert Clouse, “Jogo da Morte” é um filme obrigatório para os fãs de Bruce Lee, pois foi o último que o ator protagonizou. É que Lee faleceu em 1973, vítima de um AVC, antes de concluir as filmagens. Para que o filme não ficasse esquecido (estreou em 1978), utilizaram um duplo nas cenas que faltavam.

9. Jogo da Morte II (Game of Death II)

Depois de uma série de desafios, Billy Lo (Bruce Lee) e o seu amigo Chin Ku (Huong Cheng Li) começam a desconfiar de que alguém quer vê-los mortos. Chin morre e Billy vai para o Japão encontrar-se com a sua enteada, May. Esta diz-lhe que Chin lhe tinha deixado um filme antes de morrer. Subitamente, ambos são atacados, mas Billy consegue escapar com o filme. “Jogo da Morte II” foi realizado por Ng See-Yuen e lançado em 1981 como sequela de ‘“Jogo da Morte”. Como Bruce Lee tinha morrido anos antes, em o “Jogo da Morte II”, a maioria das suas cenas foram retiradas de filmes mais antigos, principalmente de “O Dragão Ataca”.

 

Créditos imagens: 1,2,3,4,5,6,7,8,9


A sua votação: